quarta-feira, 10 de abril de 2013

BEIJO DA ESCRITA - MARIA LUIZA CARDINALE BAPTISTA

Voz de Ricardo Moresi


* Reprodução neste blog gentilmente autorizada pela autora

Eu escrevo como quem beija.
Um beijo longo, demorado, carinhoso.
Um beijo desses de língua.
A língua se movimenta lentamente
e me permite um gosto
ao mesmo tempo do outro
e de mim mesma.
Do outro que me encontra
neste texto
e do que há em mim que permite o encontro.




Eu escrevo como quem vive.
Assim, simples,
fazendo um texto de vida,
na vida.
Às vezes, penso,
afinal, que texto é esse que eu produzo?
Que vida é essa agenciada
pelo sabor das palavras compartilhadas,
sussurradas, como um afago?



Quem é esse outro que me encontra
e quem sou esse eu mesma que se expressa,
que se entrega...
nesse delicioso beijo de língua?
Nesse movimento que, afinal,
eu mesma provoco?
O gosto vem do meu movimento mesmo
associado ao movimento do outro.



Quando escrevo, eu me inscrevo.
Fica também o meu gosto
no gosto da língua do outro.
E isso me remete a não querer parar de escrever.Nunca.



Sobre a autora:
Jornalista, Mestre e Doutora em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo (ECA/USP), Autora do livro Comunicação: Trama de Desejos e Espelhos

Publicação neste Blog gentilmente autorizada pela a autora.

4 comentários:

  1. Belo poema e interpretação. Anda não conhecia.

    Rômulo

    ResponderExcluir
  2. Adorei a gravação. Interessante ouvir o 'meu beijo da escrita', na voz de outro!
    Obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  3. Obrigada Malu por me permitir gravar o "seu beijo da escrita". Feliz em saber que gostastes. Não tens porque agradecer!

    ResponderExcluir